Pequenas empresas poderão receber até R$ 5 mi em financiamento coletivo

Filipe Silveira | Julho de 2017

Leia o artigo na íntegra na Folha

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) irá autorizar captações de até R$ 5 milhões para pequenas empresas a partir de plataformas para financiamento coletivo pela internet.

A definição está em instrução normativa que regulamenta esse tipo de investimento, conhecido como”Equity Crowdfunding”.

Essas captações serão permitidas para companhias com faturamento de até R$ 10 milhões por ano.

Nos sites que viabilizam operações do tipo,, investidores podem ver informações sobre pequenas empresas e start-ups que oferecem participação acionária em troca de investimentos feitos a partir da
rede.

Em geral, as ofertas ficam no ar por tempo determinado e com uma meta de captação para o projeto.

A ideia é que cada companhia receba recursos de dezenas de investidores para obter o valor que buscam, tornando recurssos mais acessíveis para negócios iniciantes.

As plataformas ficam com um percentual do que é arrecadado na rodada de investimentos.

LIMITE MAIOR

As regras definidas pela CVM foram comemoradas pelas empresas do setor.

Greg Kelly, cofundador da EqSeed e um dos diretores da associação que reúne empresas de equity crowdfunding, diz que os valores máximos de faturamento permitido para esse tipo de financiamento e o
limite de captação definidos levarão a uma expansão do número de ofertas.

Antes, as captações eram de até R$ 2,4 milhões e apenas para empresas com faturamento de até R$ 3,6 milhões ao ano.

A EqSeed começou a realizar operações em 2016. Foram 4 no ano passado e a companhia espera realizar 12 neste ano.

APROVAÇÕES

Também houve uma redução dos procedimentos e autorizações necessárias para incluir uma oferta no ar.

Para poder oferecer esse tipo de investimento, as plataformas onde eles serão feitos passarão por processo de credenciamento da CVM.

Após aprovação, ficam responsáveis por definir quais companhias irão listar e por manter uma comunicação completa e neutra.

Até a nova regulamentação, todas as ofertas eram comunicadas a CVM, que deveria autorizá-las antes de irem ao ar, o que tornava o processo mais lento, diz Kelly.

Em nota, a CVM afirmou que o modelo pode alavancar a criação de novos negócios de sucesso no país, permitindo a captação de recursos de modo ágil, simplificado e com amplo alcance a investidores.

Além da EqSeed, empresas como Broota e StartMeUp oferecem investimentos a partir do modelo de equity crowdfunding no Brasil.

‘Vaquinha virtual’

Conheça o Equity Crowdfunding

O que é?
Financiamento coletivo de empresas a partir da internet

Para que serve?
Para empresas, é uma forma alternativa para encontrar investidores interessados em apostar em companhias com potencial de crescimento. Já para quem aplica nas companhias traz a possibilidade de ganhos com a valorização desses negócios no longo prazo sem precisar investir tanto dinheiro quanto seria necessário caso ele aplicasse os recursos sozinho ou em grupo pequeno

Quais os riscos?
Empresas iniciantes, em especial quando atuam com modelos de negócios ainda não testados pelo mercado, tem grande chance de não dar certo. Caso isso aconteça, o investidor arca com prejuízos.

Quem pode investir?
Investidores com patrimônio líquido de ao menos R$ 100 mil podem colocar até 10% desse valor ou de sua renda bruta anual em plataformas do tipo. Investidores qualificados, que possuem investimentos financeiros maiores do que R$ 1 milhão, não tem limite para valor investido

Quem escolhe as empresas que estarão disponíveis para investir?
As plataformas onde são feitos os investimentos, após credenciamento pela CVM, avaliarão as propostas e as incluirão em seus sites

 

Gostaria de ver mais sobre a EqSeed na imprensa? Confira essa matéria ou visite nossa página de imprensa:

CVM edita norma que regulamenta crowdfunding de investimento; Estadão

Confira as oportunidades de investimentos em startups na EqSeed ou leia mais sobre por que investir em startups no blog da EqSeed.

Leia o post anterior:
CVM edita norma que regulamenta crowdfunding de investimento

Tempo de leitura: 3 minutosCVM edita norma que regulamenta crowdfunding de investimento As novas regras permitem que empresas realizem ofertas...

Fechar