O investidor e empresário Bruno Rodrigues compartilha sua experiência sobre como é construir seu portfólio de investimentos em startups pela EqSeed.

Bruno revela também sua visão sobre a modalidade de equity crowdfunding, fala sobre sua estratégia de diversificação e muito mais.

Bruno, pode nos contar um pouco sobre você e sua carreira?

Comecei como desenvolvedor de software em 1999, como estagiário em uma agência de internet. Trabalhei em um projeto que acabou sendo comprado por uma empresa de investimento. Nessa empresa, passei de estagiário a líder de desenvolvimento e fui sendo promovido sucessivamente, chegando ao cargo de diretor de operações.

Fiquei quatro anos na empresa e decidi que era hora de começar meu próprio caminho. Com isso, montei o portal Personare , que toco até hoje, onde sou diretor de operações.

Também estou me dedicando a avaliar investimento anjo e apoiar empresas com grande potencial de crescimento em seu estágio inicial. Me empolga transmitir meu conhecimento a novos empreendedores que estão nascendo.

Quando você começou a investir em startups?

Meu primeiro investimento anjo foi via EqSeed em 2017.

Eu já participava de um grupo de investidores anjo, mas achava o modelo complicado. Existiam várias propostas, mas pouca coisa evoluía. Não estava me sentindo muito seguro.

A primeira vez que me senti seguro foi com a EqSeed. Me senti seguro pelo valor do investimento, que me permitiu continuar construindo uma carteira de startups que cabe confortavelmente no meu portfólio global de investimentos.

Antes, os investimentos dependiam de um grupo entrar junto – e não era um grupo grande – além de um investidor líder. Esse modelo não anda, é burocrático e fica difícil de conseguir o valor suficiente para fechar a rodada.

O que te anima sobre a possibilidade investir em startups?

Quero investir o capital que acumulei em algo que vai se tornar maior.

Eu acredito que investimento em startups é o tipo principal e mais real de investimento. Estou efetivamente pegando meu capital e transformando em algo útil para a sociedade, de forma que o investimento possa até voltar em termos de produto e serviço.

O fato de você conseguir apoiar esses empreendedores é muito legal. Eu consigo ajudar, transmitir experiência.

O capital que invisto cresce junto com a empresa e, além disso, o modelo permite que eu possa contribuir com minha experiência profissional, ajudando a empresa a evitar potenciais erros no seu caminho, erros que eu já cometi como empreendedor. Existe um risco, então é importante ter uma tese de investimento alinhada à sua experiência e interesses, para saber avaliar se o investimento tem real potencial de trazer retorno, e se a proposta de valor da empresa tem fit com você.

Para você, o que é atraente sobre investimentos em startups em comparação com outros investimentos mais tradicionais?

Renda fixa pública, isto é, emprestar capital para o governo, não me interessa por que não acredito que o governo invista bem o dinheiro. Por outro lado, ao investir em ações, tenho pouca possibilidade de engajar com a empresa que investi, de ajudar o crescimento efetivo da empresa. No crédito privado não estou assumindo tanto risco, mas também o retorno potencial é menor pois é um empréstimo.

O retorno de um investimento anjo é, potencialmente, muito maior do que outros tipos de investimento.

Como disse, ainda existe a possibilidade de engajar com a empresa quando enxergo oportunidades, contribuindo para a sociedade – tornando-a mais rica (mais e melhores produtos e serviços) e apoiando empreendedores brasileiros.

O investidor precisa ter experiência para poder avaliar se a empresa tem uma proposta de valor que reduza o risco de ela não ser bem-sucedida. Essa experiência pode vir de duas formas:

A primeira, por experiência própria. Como no meu caso, o investidor teve experiência como empreendedor ou na direção de empresas em estágio inicial.

A segunda, pela terceirização de todo o trabalho prévio de juntar e organizar as informações a serem analisadas no momento de investimento, sem mencionar uma primeira filtragem das oportunidades que pode ser um trabalho hercúleo. A EqSeed faz isso para mim. Avalia e dá mais segurança para investidores que não possuem tanta experiência, facilitando muito o minha própria análise, me poupando quantidades de tempo enormes. Chegam para mim muitas oportunidades de investimentos em startups e eu simplesmente não tenho tempo para avaliar tudo.

Com as oportunidades que vem pela EqSeed, sei que uma primeira filtragem já foi feita por uma equipe bem qualificada e que tem a minha confiança, e todas as informações necessárias já foram mapeadas e checadas, sendo bem organizadas de forma padronizada em um único lugar. Isso facilita muito minha vida. Posso focar em identificar se a empresa tem fit comigo e com minha tese de investimento.

Quais tipos de startups você procura para seu portfólio?

Procuro startups relacionadas a SaaS que é o tema que eu domino. Entendo o que faz uma empresa ser bem-sucedida nesse negócio. Dominando as métricas, sou capaz de avaliar se é uma oportunidade interessante. Avalio tudo o que for SaaS, mas prefiro os focados em B2B.

Quais são os setores que você acha interessante investir nesse momento e por quê?

Em geral, não analiso de forma setorizada. Isso dito, tento pensar sob o ponto de vista de carências do mercado em termos de solução e como a empresa pode resolver essa dor.

Gosto de ter o investimento por um bom tempo na carteira e não me preocupo em sair rapidamente. Enxergo boas oportunidades em fintech e sistemas de RH, um setor muito mal atendido no Brasil. Turismo também é uma área ainda pouco explorada e a questão da segurança. Ainda há muito o que fazer. Acredito que exista demanda reprimida nessas áreas.

Quais você considera os pontos mais importantes para analisar quando está decidindo investir em uma startup?

Antes de tudo: os sócios, o currículo, a experiência deles. Depois: mercado, o tamanho e o espaço que a empresa já alcançou nele. Ver exemplos de players no mercado, entender se a startup atende problemas próprios do país e se existem barreiras de entrada muito grandes, que podem aumentar o valor da empresa numa aquisição futura e protegê-la de competição. E claro, o produto e o seu estágio de desenvolvimento. Gosto de investir em soluções que eu usaria. Fit emocional, compra pela dor.

O que você achou das empresas disponíveis na plataforma EqSeed, de forma geral?

Sempre empresas bem interessantes. Minha vontade é de investir em tudo.

Meu interesse inicial é sempre acima de 90%. Tenho visto muitas empresas com uma proposta bem estruturada, sócios de qualidade que dominam o negócio e transmitem profissionalismo e experiência naquele segmento.

Cada vez mais empresas interessantes aparecem na plataforma. Tenho a sensação que as empresas que vocês vêm apresentando têm uma chance maior de serem bem-sucedidas.

Percebi que o porte das empresas também cresceu.

Quais foram as startups que você investiu pela EqSeed e por que você decidiu investir nessas?

Investi por que são startups de SaaS B2B que é o meu foco, com bom time em segmentos carentes de soluções e sem players consolidados. Também investi em plataformas mais voltadas para cliente (B2C), que não são o meu foco principal, mas achei interessantes as oportunidades que apareceram.

O que você espera dessas empresas no futuro?

Tenho a expectativa de que elas consigam atender os objetivos que traçaram na captação e possam oferecer os serviços e produtos no mercado brasileiro. Espero ver isso acontecer e que também possa usufruir desses produtos.

Acompanhar a evolução pelos relatórios trimestrais é bem legal. É uma oportunidade de trocar ideia e transferir conhecimento para os empreendedores.

Eventualmente espero usar os retornos gerados por esses primeiros investimentos em startups para investir em mais startups. Deixar essa roda girando.

Agora a EqSeed está oferecendo investimentos Venture Capital, além de investimentos Seed. O que você acha desse novo produto?

Achei excelente, pois trouxe a oportunidade de investir em empresas mais estabelecidas, com produtos mais maduros. As escolhas até agora foram ótimas e as oportunidades de investimento que têm chegado são excelentes.

O que você acha do processo de Seleção das empresas disponíveis para investir na EqSeed?

Acho muito interessante porque economiza o tempo dos investidores.

Não conheço a fundo o processo de seleção, mas ele tem trazido excelentes oportunidades para os clientes. Os critérios são essenciais.

No caso do pacote de documentos jurídicos, por exemplo, eu não teria tempo de levantar tudo isso. Vocês oferecem todas essas informações, deixando o investidor tranquilo e com tempo para avaliar a empresa e os empreendedores.

O que você acha dos materiais sobre cada empresa disponíveis dentro de cada rodada?

Os materiais da rodada são excelentes.

O vídeo dá a oportunidade de conhecer mais os empreendedores, analisar a energia deles, sua articulação.

O prospecto é bem completo em termos de informação. Consigo ter clareza em relação à empresa e costumo sanar todas as minhas dúvidas apenas avaliando os prospectos.

Gosto dos webinars por que posso interagir com os empreendedores, fazer algumas perguntas que os testam e isso é importante.

O fórum da rodada também é muito legal por que ali estão as principais dúvidas. Aprendo muito lendo o fórum, entendendo como outros investidores pensam. Aprendo muito lendo o fórum de rodadas que não irei participar, inclusive! Essa troca é muito rica.

Como foi sua experiência investir pela EqSeed?

O processo como um todo está bem amarrado e funcionando muito bem. A experiência não mudou tanto desde o meu primeiro investimento, o que mostra que tudo foi pensado detalhadamente desde o início.

A proximidade que a EqSeed estabelece com os clientes, sempre realizando eventos presenciais, torna possível para nós conhecer vocês fisicamente. Esse contato é muito importante. Conhecer as pessoas que existem por trás da empresa.

Acho a comunicação pós investimento muito boa também. Os relatórios são completos e as empresas realmente levam isso muito a sério.

O fato que você transfere o valor do seu investimento somente ao final da rodada dá mais segurança para você?

Sem dúvida. Temos o aval de muitos investidores antes de efetivamente concluir o investimento. Outras pessoas estão ali, validando meu investimento.

Para você, qual é o risco de investir em startups e como você gerencia isso?

O principal risco é a empresa não conseguir executar sua estratégia ou outra empresa ser mais eficiente e a matar. O que procuro fazer é trazer minha experiência e me colocar à disposição dos empreendedores, como uma forma de auxiliar a empresa em sua escalada de sucesso.

Também, é importante distribuir o investimento, diversificar, não colocar todas as fichas em uma empresa só. Algumas empresas não irão para frente, outras serão muito bem-sucedidas e outras terão um sucesso maior do que o imaginado. Isso tudo se compensa.

Na média, acredito que se uma carteira for bem escolhida, vai ter uma rentabilidade maior que uma rentabilidade do CDI. É um investimento de risco, então tento alocar uma parte menor do meu capital nesse tipo de investimento. Mantenho aproximadamente 10% dos meus investimentos em startups.

Está satisfeito com as informações que as empresas que você investiu via EqSeed lhe fornece pós investimento?

Bem satisfeito. As empresas são muito profissionais e têm enviado relatórios consistentes, o que dá muita segurança para mim e imagino que para os outros investidores. Temos esse canal de comunicação para trocar ideias, compartilhar contatos, auxiliar.

Você tem estado satisfeito com o atendimento da Equipe EqSeed?

O atendimento é excelente.

Vocês são muito presentes e recebo muita atenção em todas as minhas dúvidas.

Acredito que existe uma grande dificuldade em educar o mercado e vocês precisam fazer isso e fazem muito bem. É um desafio. Estar presentes nos eventos também é muito bacana.

Vocês escutam as sugestões e quando o assunto é pertinente, executam e melhoram o processo.

Quais são os tipos de retornos que você mira com seu portfólio de startups?

Com minha carteira de startups, quero multiplicar o valor investido em 4 – 10 anos, mas tento não ficar apegado a um número específico.

Procuro escolher empresas que tenho fit e invisto dentro de uma faixa de valores que defini para cada empresa escolhida. Eventualmente quando enxergo uma oportunidade com potencial fora do normal, sou mais agressivo e entro com um investimento maior. É um capital que não é tão significativo dentro dos meus investimentos totais, então se eu perder, está dentro do esperado e se ganhar, fantástico, reinvisto em startups.

O legal sobre investir em startups é que o upside, se a empresa der certo, é muito grande.

Como a EqSeed faz com que seja mais fácil investir em startups e construir seu portfólio de startups, na prática?

Facilita de muitas formas.

Até então o investimento anjo era muito limitado a um investimento individual, ou seja, um investidor colocando o valor total que a empresa precisava. Isso limitava essa modalidade para pessoas com capacidade de investimento muito alta.

Outra opção era o investimento anjo em grupo, com um número limitado de investidores anjo na empresa, o que limita o valor da captação e torna necessário possuir um número coeso para investir, a não mencionar organizar todas as partes envolvidas.

O serviço prestado pela EqSeed facilita o encontro e execução dessas rodadas de investimento, facilitando muito todo o processo de realização de investimento anjo para investidores de todo porte.

Toda a análise e produção de material de rodada feita pela EqSeed facilita com que o investidor possa focar em decidir se o investimento é interessante ou não e fornece segurança na medida que o trabalho de checagem das informações dos sócios e da empresa já foi feito, os riscos estão contabilizados e ficam transparentes para os investidores. Ou seja, nada fica fora do radar.

Os contratos padrões facilitam por que, uma vez que desejo investir, já sei como funciona a regra do jogo. Em casos de investimentos anjo realizados diretamente com a empresa, cada uma terá contratos diferentes com cláusulas diferentes. As empresas que entram na EqSeed já concordaram com os termos que eu conheço e concordo.

Eu já sei como vai ser a política de report. Tudo está padronizado. Eu entendo como funciona. Um investimento em LCI tem regras do jogo que você entende, e no investimento via EqSeed também. Podemos pular toda essa etapa. Isso facilita muito o investidor investir pela primeira vez e depois continuar montando uma carteira com a EqSeed.

Para mim, isso tudo faz com que eu possa investir em mais startups de qualidade e construir minha carteira mais rápido. Eu só entro no site da EqSeed, vejo o que está disponível, tomo minha decisão e clico em investir. É muito fácil. Faço tudo online e não tenho que aguardar burocracias, debates e negociações.

Resumindo, vejo a EqSeed como o “Uber Black” do investimento anjo conectando startups com investidores anjo de forma inovadora e eficiente.

Gostou? Confira mais entrevistas com investidores que estão construindo suas carteiras de startups pela EqSeed.

Quer conhecer ótimas oportunidades de investimentos nas melhores startups pré-selecionadas? Confira as rodadas abertas na EqSeed.

Leia o post anterior:
Investimento equity crowdfunding: o famoso “tudo ou nada”

Tempo de leitura: 2 minutosA maioria dos modelos de crowdfunding (financiamento coletivo) – sejam crowdfunding baseado em prêmios ou equity...

Fechar