Investimento Anjo é, basicamente, o investimento realizado em startups nas fases iniciais de seu desenvolvimento. Com uma estratégia sensata, você pode gerar retornos expressivos como investidor anjo.

O que é investimento anjo?

Investimento Anjo é o investimento realizado em startups nas fases iniciais do seu desenvolvimento. As empresas investidas por investidores-anjo (aqueles que fazem investimento anjo), são startups: novas empresas que estão em fase de validação de seus negócios e dando os primeiros passos para conquistar um mercado, através de inovação em produtos, serviços e processos.

Startups possuem grande potencial de crescimento. Por isso, investir nelas pode gerar retornos significativos no longo prazo. Ao mesmo tempo, essas empresas estão em fases iniciais de seu desenvolvimento, e, assim, representam um investimento de risco.

Como investidores-anjo montam seu portfólio

Investidores-anjo buscam compor um portfólio diversificado de investimentos em startups que, no resultado final, atinja retornos de investimento superiores aos encontrados tradicionalmente no mercado, principalmente em comparação com investimentos de renda fixa.

Mas como eles fazem isso?

O investimento anjo é feito em startups com potencial de se tornarem empresas de grande porte em 4 a 10 anos. São somente essas empresas que oferecem os retornos potenciais para justificar o risco que o investidor-anjo tem ao participar da empresa nesse momento.

Startups são empresas nascentes que buscam disrupção e inovação no mercado em que atuam. São formadas por equipes enxutas e estão em uma fase de desenvolvimento do produto e do mercado cujo objetivo é conquistar fatias significativas de mercado no médio e longo prazo.

O foco delas é sempre no crescimento para trazer resultados incríveis no médio e longo prazo, portanto, quando passam a ser lucrativas nos primeiros anos, reinvestem todo o capital para continuar acelerando esse crescimento.

Por investir nas fases inicias do desenvolvimento de startups, o investidor anjo consegue retornos expressivos, medidos em múltiplos do capital investido, no caso de sucesso da empresa. O tamanho desses retornos potenciais acabam compensando e permitindo que o investidor fique confortável com o fato de que a maioria das startups de seu portfólio pode não dar certo. Isso é natural e faz parte da estratégia de investir em startups. O que importa no final são os retornos do seu portfólio de investimento anjo como um todo.

Como funciona no Brasil

No Brasil, geralmente, o investimento anjo era restrito a investimentos individuais entre R$ 30 mil e R$ 300 mil. Mas o surgimento de plataformas de investimento anjo, como a EqSeed, permitiu que grupos maiores de investidores-anjo participem em rodadas de investimento anjo juntos. Assim, os mesmos investidores-anjo hoje conseguem participar em rodadas de investimento com valores de até R$ 2,4 milhões.

Esse desenvolvimento no mercado é muito bem-vindo pelos investidores-anjo do país. Isso os permite não somente participar das fases bem iniciais das empresas, mas também das fases seguintes, quando a empresa tem mais tração, usuários e até faturamento como provas do conceito de seu modelo de negócios.

Por que é chamado investimento anjo?

O investimento anjo surgiu nos teatros da Broadway, nos Estados Unidos, em que as produções das mundialmente famosas peças de teatro e musicais eram viabilizadas através de investimentos realizados por multimilionários. O termo (“angel investor”) foi utilizado pela primeira vez na Universidade de New Hampshire por William Wetzel, fundador do Center for Venture Research, que realiza estudos de como empreendedores conseguem capital para seus negócios.

Com a estratégia correta de investimento, ou seja, construindo um portfólio de startups e empresas em expansão, é possível que você conquiste retornos muito significativos com investimento anjo. Porém, o investimento anjo ainda assim, é de alto risco, porque você está colocando seu capital em uma empresa que ainda não está consolidada, correndo o risco de perder a totalidade do valor investido caso a empresa fracasse.

No investimento anjo, você recebe participação societária da empresa investida em troca do seu investimento. Não é uma dívida visando receber juros e seu dinheiro de volta. No mesmo tempo, essa diferença entre participação e dívida não deveria ser confundido com o uso de Notas Conversíveis em Ações para facilitar o investimento em startups Sociedade Limitada e evitar riscos jurídicos para o investidor.

Ao invés disso, você como investidor tem participação no sucesso futuro da empresa, assim como os próprios sócios e fundadores do negócio. Essa é a razão de ser chamado de investimento anjo. Caso o negócio não se saia bem, tanto os sócios quanto o investidor perdem o capital investido. Mas o que importa é que, se a startup for bem-sucedida, o anjo e seus sócios compartilharão desse sucesso juntos e proporcionalmente às suas participações na empresa.

Por que o investidor anjo está disposto a correr riscos?

O investidor anjo está disposto a correr esse tipo de risco porque sabe que, se diversificar seu portfólio de investimentos com outros ativos financeiros e construir uma carteira de boas startups com enorme potencial, pode atingir resultados muito superiores a qualquer outro ativo financeiro disponível no mercado. Dessa forma, você como investidor anjo utiliza da melhor estratégia para diminuir os riscos e buscar altos retornos.

Além dos potenciais retornos financeiros muito acima da média do mercado, o investimento anjo possui outras motivações para seus investidores. Um exemplo de motivação extra é se tornar um Smart Money, aconselhando e participando do desenvolvimento da empresa.

Ao investir em startups e empresas em expansão você também está contribuindo diretamente para a economia e desenvolvimento do país. Seu capital será diretamente investido para melhorar um produto ou serviço, gerar novos empregos e contribuir para o crescimento de uma nova empresa.

Como é o retorno do investimento anjo?

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o que é um investidor anjo, vamos falar sobre o mais importante. Você deve estar se perguntando como funciona exatamente o retorno de um investimento anjo.

As startups e empresas em expansão geralmente passam por várias rodadas de investimento para que possam atingir seus objetivos de crescimento acelerado. Você, como um investidor anjo, já deve ter participado de pelo menos alguma delas e passou a ter participação na empresa. A cada rodada de investimento o valor da empresa (valuation) geralmente aumenta, valorizando o seu investimento anjo.

O que acontece é que, em certo ponto, caso a empresa seja bem-sucedida, ela terá destaque e conquistará uma parcela importante de seu mercado. Assim, se tornará potencialmente muito interessante para uma fusão ou aquisição por parte de uma grande corporação.

É nesse momento que a empresa pode ser vendida, e você como investidor também realiza a venda de sua participação. Potencialmente o valor da venda de sua participação é muito maior do que o investimento anjo realizado quando a empresa ainda era menor.

Grandes fortunas já foram geradas através de investimento anjo. São casos de investidores que venderam suas participações quando startups de sucesso foram adquiridas por grandes corporações.

Qual investidor não gostaria de ter uma pequena participação no início de negócios como 99, MercadoLivre, Netshoes, por exemplo? Esses são alguns dentre muitos outros casos de sucesso, que geraram excelentes retornos para quem foi seu investidor anjo, bem como para os seus fundadores.

O mais importante é entender que o conceito de investimento anjo é baseado em investir quando a empresa ainda é enxuta, uma pequena e excelente equipe com um produto ou serviço escalável. Essas startups de grande potencial buscarão várias rodadas de investimento futuros para decolar. Isso permite um crescimento exponencial da empresa e, consequentemente, do valor de sua participação.

Em nosso país, a venda da empresa para uma grande corporação é a forma mais comum de trazer retornos significativos para o investidor anjo. Porém, não é a única. A empresa também pode passar a negociar suas ações na bolsa de valores, o chamado IPO, que também representa um evento de liquidez para você como investidor.

Por fim, a empresa também pode tomar a decisão de distribuir seus lucros para seus acionistas, os chamados dividendos. Você como investidor anjo terá direito de recebê-los proporcionalmente a sua participação na empresa.

Como fazer um investimento anjo?

Antigamente, fazer um investimento anjo era muito mais complexo e difícil.

Era necessário fazer tudo sozinho ou então contratar uma pequena equipe. Isso porque você precisava fazer diversas tarefas: analisar e filtrar as empresas no mercado; identificar vários empreendedores com boas empresas; desenvolver o relacionamento  para receber as informações detalhadas dos negócios; analisar e validar os dados financeiros e jurídicos; analisar o mercado para entender o potencial de crescimento; fazer o valuation; negociar com os empreendedores; estruturar um contrato de termos de investimento; entre outras coisas.

O trabalho era árduo e o risco das negociações não avançarem, depois de todo os esforços e dinheiro gastos, era grande. Por causa desse processo ineficiente e incerto, o investimento anjo tradicional também nunca teve grande apelo para muitos investidores profissionais e executivos, que tem suas próprias empresas para gerenciar e não tem tempo para esse trabalho tão minucioso.

Hoje em dia, empresas como a EqSeed tornaram o investimento anjo muito mais simples, acessível e eficiente.

A seleção, análise e validação jurídica das empresas é feita de forma muito criteriosa por uma equipe especializada. Menos de 1% das empresas são aprovadas. Além disso, os termos de investimento e valuation também são realizados por um equipe extremamente profissional.

Por fim, você como investidor anjo tem à sua disposição uma seleção das melhores startups no mercado, junto com todas as informações fundamentais para tomar a sua decisão de investimento, em um processo 100% online.

Agora você já conhece bastante e sabe como deve ser realizado um investimento anjo. Espero que você também possa fazer parte desse mercado, acessando essa classe de ativo financeiro que permitirá buscar retornos incríveis em seu portfólio de investimentos.

Acesse as melhores startups e empresas em expansão para investir. Visite a EqSeed  e comece a investir.

Leia o post anterior:
Shark Tank Brasil: como não fazer um investimento anjo

Tempo de leitura: 5 minutosShark Tank Brasil: como não fazer um investimento anjo Investidores anjos que exigem 30 a 50%...

Fechar