Escalabilidade é uma palavra muito utilizada no mundo das startups, porém para muitos a definição ainda não é tão clara.

Investidores anjo e fundos de Venture Capital do mundo inteiro procuram startups escaláveis para fazer parte do seus portfólios de investimentos. Mas o que é escalabilidade, de verdade?

A escalabilidade é a estratégia de sucesso das startups que querem se tornar as próximas empresas de grande porte.

Nesse post, vamos explorar os aspectos de uma empresa escalável em mais detalhe. Acompanhe.

escalabilidade

O que é escalabilidade?

Uma startup escalável é, em termos muito simples, aquela que consegue expandir (muito) o seu número de clientes, usuários e/ou faturamento de forma acelerada, sem precisar aumentar seus custos na mesma proporção.

Ela não é limitada pela sua estrutura de negócio e não sacrifica funcionalidade e confiabilidade para realizar esse crescimento.

Empresas que são escaláveis tem, por exemplo, custos de operação relativamente baixos, gastos baixos com recursos humanos, não precisa manter grandes inventários de produtos e não tem grandes necessidades de infraestrutura para expandir suas operações.

Empresas escaláveis também desenvolvem processos extremamente bem pensados. Eles são testados, estabelecidos e podem ser replicados e expandidos com facilidade, sem perder funcionalidade com o aumento drástico de volume.

Ou seja, os processos de produção e distribuição de empresas escaláveis funcionam bem tanto para poucos clientes quanto para milhares (ou milhões) de usuários.

Tudo isso faz com que a startup escalável consiga aumentar seu tamanho de forma acelerada. Atendendo um volume muito maior de pessoas sem ter um aumento proporcional com as despesas de produção, estrutura e mão-de-obra.

Uma startup com modelo escalável investe tempo e dinheiro no desenvolvimento e teste do produto/serviço e seus processos internos até achar o market fit. O market fit é a versão do produto que resolve o problema dos seus clientes, se encaixa nas necessidades do mercado e pode ser produzido em larga escala com boas margens de lucro.

Crescimento da startup após o market fit (Fonte: Startup-Marketing)

Após isso, a startup geralmente capta dinheiro através de novas rodadas de investimento para uma expansão agressiva do negócio. Aqui, ela investe muito em vendas e marketing, conquistando novos clientes em grande volume e replicando o produto em larga escala. Utilizando os processos de operações já estabelecidos, sem sacrificar qualidade. Esse é o processo de escalar.

Por que escalabilidade é interessante ao investir em startups?

Investidores anjo e fundos de Venture Capital tem como alvo startups e empresas em expansão que seguem o modelo de escalabilidade. Mas por quê?

O investidor anjo ou fundo VC geralmente compra uma porcentagem da empresa por um valor determinado – segundo o valuation da empresa naquela rodada de investimento. Ele investe seu dinheiro e espera que o valor da participação que ele comprou cresça conforme as operações da startup aumentam.

Com uma empresa escalável, esse crescimento pode acontecer muito, muito rápido em comparação a empresas mais tradicionais. O período de desenvolvimento e procura do product/market fit é um passo essencial no caminho para atingir escala, e quando chegar a hora de escalar, em um espaço curto de tempo o valuation pode alcançar um ponto onde o retorno sobre investimento inicial no caso de uma aquisição, saída ou IPO, é extremamente lucrativo para os investidores.

Como saber se uma empresa é escalável?

Muitas empresas tradicionais não tem o aspecto de escalabilidade que é tão procurado por investidores anjo e fundos de Venture Capital.

Uma padaria pode ser um ótimo negócio, mas ela tem um limite natural de crescimento em termos de clientes e faturamento, pois está limitada por fatores geográficos, de produção e de mercado.

Uma consultaria pode oferecer os melhores serviços possíveis para seus clientes, mas se cada cliente requer uma atenção especializada de uma equipe de funcionários, o negócio não será escalável. Para atender mais clientes e aumentar o faturamento, a consultoria terá que aumentar os seus custos, proporcionalmente, que limitará naturalmente o passo com que a empresa possa crescer.

Com empresas mais tradicionais, o crescimento pode acontecer, lógico, mas será mais orgânico e menos acelerado. Também, devido aos sistemas e processos, muitas empresas tradicionais não conseguem lidar com mais de uma certa quantidade de clientes pois esse volume pode sobrecarregar os sistemas.

Já um marketplace online como o AirBnB, que junta donos de imóveis a viajantes procurando uma experiência de hospedagem diferenciada, é altamente escalável. Para aumentar sua receita, o AirBnB não tem que construir mais hotéis em cada cidade e contratar milhares de trabalhadores para aumentar suas receitas. Ele simplesmente tem que aumentar o número de donos de propriedades (ofertas) e viajantes (demanda) negociando na plataforma.

Os proprietários já fornecem o espaço físico pronto e arcam com os custos de manutenção, e os viajantes conseguem ver uma variedade de qualidade e preço e em seguir alugar com facilidade e segurança – tudo 100% online.

O Amazon e Mercado Livre são outros exemplos de marketplaces online que são altamente escaláveis. Os dois juntam vendedores de produtos com compradores, e as plataformas em si não tem que necessariamente possuir seus próprios estoques.

O modelo de SaaS (software as a servicee) também é escalável. Uma vez que a plataforma foi desenvolvida, ela pode ser vendida e distribuída em larga escala para milhões de clientes, sem um grande aumento de custo para a startup.

O MailChimp é uma empresa SaaS focada em possibilitar a pequenas e médias empresas, compilar e gerenciar campanhas de email marketing com extrema facilidade. A ferramenta é robusta e funciona igual tanto com 10 emails cadastrados na lista quanto 1 milhão.

Outro exemplo de uma empresa SaaS é o Slack, uma plataforma de comunicação corporativa que capacita a empresa juntar todas as canais de comunicação e armazenagem. Em um lugar, você tem email, Whatsapp, Skype, Google Docs, Twitter, e várias outras integrações, o que facilita o acesso e gerenciamento. O software funciona tanto com empresas menores quanto com empresas muito grandes.

Conclusão

Empresas mais tradicionais também podem atingir escala, mas geralmente isso demora décadas. Já com startups escaláveis, esse volume pode ser atingido entre 6 e 10 anos. Uma startup escalável com a capacidade de ampliar a sua participação no mercado de forma exponencial, sem precisar de um aumento de capital proporcional, é extremamente atraente, principalmente por causa dos lucros potenciais para seus investidores e fundadores.

Por isso, escalabilidade é a característica de ouro que investidores anjo e fundos de Venture Capital procuram em startups. É essa capacidade de crescimento acelerado que é essencial para atingir os retornos necessários sobre os investimentos feitos nas startups e empresas em expansão nos seus portfólios.

Quer investir nas melhores startups para criar um excelente portfólio? Conheça a EqSeed.

Leia o post anterior:
Evento Pitch Day 3Cariocas & GreenAnt em São Paulo

Tempo de leitura: 2 minutosNo dia 24 de julho de 2018 foi realizado o Pitch Day da 3Cariocas e da...

Fechar