Investimentos para a aposentadoria tranquila exige planejamento e escolhas certas para ter rentabilidade no longo prazo. Entenda como executar uma boa estratégia para um futuro sem preocupações financeiras.

Todo mundo sonha com investimentos com rentabilidade suficiente para desfrutar de uma aposentadoria sem preocupações.

Afinal, depois de anos de carreira, tudo que você deseja é aproveitar o patrimônio acumulado com o trabalho – e, certamente, de boas aplicações.

Mas você deve imaginar que atingir esse objetivo não é algo tão simples.

Isso porque chegar na idade que você deseja “desacelerar”, com saldo suficiente para ter conforto financeiro, requer estratégias de investimento bem traçadas.

O investidor sensato sabe que não é possível depender apenas da aposentadoria do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A melhor forma de se preparar para isso é diversificar uma carteira com bons investimentos. Essa estratégia, certamente, permitiria que o investidor tenha uma renda mensal melhor do que a que estaria disponível apenas pelo INSS.

Mas em qual produto apostar para se aposentar?

Preparamos um texto para responder exatamente a essa dúvida. Vamos falar sobre 4 produtos que você poderia ter na carteira e, assim, começar o seu planejamento para a aposentadoria.

Vamos adiante!

Investimentos para a aposentadoria: mão idosa segurando uma bengala

Por que você deve se preocupar com investimentos para a aposentadoria

Precisamos de boas escolhas agora para acumular um bom patrimônio para aposentadoria. Ou seja, por mais que possa faltar algumas décadas para você estar aposentado, é importante se preocupar desde cedo com o tema.

Afinal, o seu patrimônio acumulado é que poderá formar um “colchão financeiro”.

Seja através de acumulação de capital, seja através de rendimento de uma empresa que você for proprietário, é preciso falar sempre da construção de patrimônio.

Conforme mencionamos o tema na introdução, a Previdência Social ainda consegue honrar os pagamentos mensais dos brasileiros, mas não é possível depender apenas desse tipo de renda.

O caminho seguro é separar recursos para investimentos que ganhem, no mínimo, da inflação do período e contar com outras fontes de recursos.

Como planejar seus investimentos para a aposentadoria

Investimentos para a aposentadoria: mãe e pai brincam com a filha na beira da praia

Neste caso, o cálculo é simples: o quanto antes você começar a investir para aposentadoria, maior será o seu acúmulo de capital. Sendo assim, inicie cedo para evitar medos e surpresas quando decidir que é hora de se aposentar.

Vamos falar ainda mais sobre isso neste post, mas não há melhor solução para alcançar o objetivo, principalmente com foco em longo prazo, que não envolve planejamento.

Para isso, é importante definir algumas questões para tomar a sua decisão de investimento com foco na aposentadoria:

  • Quanto da sua renda mensal ou anual você poderia poupar?
  • Qual renda você gostaria de ter ao se aposentar?
  • A partir de qual idade você gostaria de se aposentar?
  • Além de uma renda mensal, você planeja a compra de bens?

Questões importantes ao planejar os investimentos para a aposentadoria

Tudo bem que, no caso de algumas questões, a resposta não seja tão clara ainda, como é o caso da idade em que você gostaria de se aposentar. Para quem hoje tem menos de 50 anos, é realmente difícil saber.

O importante, neste caso, é pelo menos ter uma ideia de idade mínima para facilitar o planejamento.

Outro aspecto fundamental é entender que os seus gastos podem aumentar gradativamente. Plano de saúde, gastos com educação de filhos e/ou netos, e planos para viajar com mais frequência durante o ano podem ser despesas que você ainda não tem ou ainda não são muito altas. Portanto, isso entra na conta (dos seus gastos futuros).

Por fim, é preciso ter atenção às situações emergenciais. Ou seja, de uma hora outra, é possível que você precise de recursos. Por isso, é importante contar com possíveis quantias de seu portfólio seja retiradas de uma vez só.

Renda Fixa ou Renda Variável: qual melhor investimento para quem quer se aposentar

Investimentos para a aposentadoria: mão masculina segura uma caneta apontando para uma folha com um gráfico de crescimento

O melhor investimento é aquele que atende às suas necessidades. Mas, sendo mais objetivo, no caso da aposentadoria, a renda fixa é uma boa alternativa.

Ao apostar na modalidade, é possível:

  • Ganhar da Inflação;
  • Manter o patrimônio;
  • Ficar exposto a risco mínimo.

Isso não quer dizer que todos os investimentos devem estar na renda fixa. Mas quando se trata de aposentaria, uma boa parte do dinheiro que você separa para esse próposito deveria estar em investimentos de renda fixa.

Na renda fixa é possível preservar seu capital já acumulado e quase garantir um rendimento mínimo, que será importante na totalidade dos seus recursos.

Já a variável, se bem investida com foco no longo prazo, pode trazer os maiores retornos do seu portfólio, como a compra de equity em empresas privadas, por exemplo, ou por meio de investir diretamente em empresas na bolsa ou startups, ou por meio de um fundo de ação.

Combine as duas, mas para os fins de aposentaria, mantenha a maior parte da sua carteira na renda fixa.

Diversificação é a palavra chave, e o grau de diversificação do seu portfólio deveria combinar com seu perfil de risco individual e o tempo que você tem até aposentaria.

Se, por exemplo, você tem 59 anos, pode ser que você vai querer dentro de 10 anos. Nesse cenário, seria melhor optar por investimentos com menos risco. Se você tem 40 anos, você tem um pouco mais flexibilidade de correr atrás de retornos maiores com investimentos com um risco um pouco mais elevado, pois você ainda tem bastante tempo até aposentar.

É preciso entender ainda a natureza de bons produtos do mercado para diversificar o seu portfólio para que, dentro da sua estratégia, os retornos que você vai ter se encaixem no objetivo.

Quais os melhores investimentos para a aposentadoria

Investimentos para a aposentadoria: casal mais velho olha para um tablet

Vamos às melhores opções:

1 – LCI e LCA

O que é Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) emitidos pelos bancos.

Tipo de oportunidadeLCI e LCA têm cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) de até R$ 250 mil, mas uma de suas principais vantagens é que os ativos não isentos de imposto de renda.

Por que pode ser para a aposentadoria: as letras de crédito também podem ter rentabilidade pré-fixada ou pós-fixada. Geralmente, quanto maior o prazo e o valor investido, maior o percentual atrelado ao CDI pago ao investidor.

2 – Fundo DI

O que é:

Fundo que investem 95%, no mínimo, de seu patrimônio em Títulos Públicos atrelados à SELIC, a taxa básica de juros.

Tipo de oportunidade:

Têm um dos melhores equilíbrios de risco x retorno. Isso porque os Fundos DI investem nos ativos mais seguros do mercado: títulos públicos federais ou de baixo risco de crédito.

Porque pode ser para aposentadoria:

Como, em geral, o fundo DI é composto por títulos pós-fixados do Tesouro Direto que seguem a Taxa Selic, ao longo dos anos é praticamente certo ter uma rentabilidade que acompanhará, no mínimo, a taxa básica de juros.

3 – Tesouro Direto

O que é:

Investimento em renda fixa que capta recursos para financiar atividades do Governo Federal como Saúde, Educação e Infraestrutura

Tipo de oportunidade:

Quem investe no Tesouro Direto tem como garantia o próprio governo, independentemente do valor investido. Portanto, a chance de algum problema é considerada extremamente baixa.

Porque pode ser para aposentadoria:

Há títulos com vencimento para daqui a 20, 30 anos. Ou seja, apesar de ser possível resgatar antes do final do vencimento, o ativo gera boas rentabilidades para quem deseja ganhar no longo prazo.

4 – Fundos de Ações

O que é:

Uma maneira indireta de investir na bolsa, ideal para quem não tem muito conhecimento com a modalidade, já que quem faz a escolha dos papéis é o gestor do fundo.

Oportunidade:

Há fundos com bons resultados, mas a rentabilidade pode variar. Um dos fatores para isso é justamente a habilidade do gestor na hora de escolher qual o melhor investimento a ser feito e em qual momento. É por esse motivo, por exemplo, que há cobranças como taxa de administração e performance do fundo.

Porque é para aposentadoria:

Por adquirir um produto de renda variável, quem investe no Fundo de Ações, recebe os mesmos benefícios de quem compra ação de empresa. Ou seja, tem direito a receber dividendos, por exemplo.

Quando bem escolhida, a ação tende a se valorizar, principalmente no longo prazo, sendo uma das formas de rentabilizar para a aposentadoria.

Conclusão

Investimentos para a aposentadoria: casal mais velho toma vinho branco e se apoa em bancada na cozinha com tira-gostos

Pense sobre os seus objetivos financeiros, prazos, tolerância ao risco antes de investir para se aposentar.

Há produtos com características e retornos interessantes para o momento da sua aposentadoria.

É importante que você reflita sobre os produtos que pode adquirir no mercado, mas uma coisa é certa: a melhor forma de investir é adotar a estratégia de diversificação.

Ou seja, nunca aposte todas as suas fichas em um produto só.

Para saber mais sobre investimentos, visite o Blog da EqSeed