Por que investir em startups? Conheça 4 dos motivos principais para investir em startups.

Investimentos em startups é um investimento relativamente novo e muitos investidores estão se perguntando sobre os benefícios.

Abaixo listamos 4 motivos de por que investir em startups.

Sem tempo para ler? Ouça este artigo:

Por que investir em startups

Confira:

1. Retornos financeiros acima da média

O principal motivo para investir em startups é simples: retornos financeiros.

Todo investidor procura os melhores retornos financeiros possíveis.

Você provavelmente tem uma mistura de investimentos renda fixa e investimentos renda variável na sua carteira para alcançar suas metas financeiras.

Investidores decidem montar um portfólio de investimentos em startups para tentar atingir retornos muito acima do que é possível por meio de investimentos de renda fixa. Com investimentos de renda fixa, você sabe qual será o retorno do investimento, pois é definido no momento do investimento. Um título de dívida do governo se compromete a lhe pagar, por exemplo, a taxa da SELIC mais 3% ao ano. Renda fixa oferece retornos estáveis e previsíveis, porém limitados.

Já os investimentos em startups são investimentos de renda variável.

Uma das coisas interessantes sobre investimentos de renda variável é o seguinte:

Eles oferecem uma possibilidade de ganhos ilimitados, na teoria.

Isto é devido ao fato que, na teoria, não existe um limite de quanto a empresa em que você investiu pode crescer, levando em conta um prazo indefinido. Em inglês, dizemos que investimentos em startups tem, em teoria, “unlimited upside” – uma possibilidade de retornos ilimitados.

Mas o que isso significa em termos básicos?

Não existe nenhuma regra que limite quanto uma empresa pode crescer todo ano.

O valor de uma corporação cotada na Bolsa de Valores não consegue manter um crescimento, ano após ano. Mas o “espaço” para crescimento de uma startup é muito maior de uma empresa de grande porte (cotada na Bolsa) pois a grande já está operando “close to capacity” enquanto a startup ainda está enxuta – está cumprindo apenas uma fracção do seu potencial – e tem muito mercado ainda para ela atender.

Assim, o valor de uma startup poderia crescer 1.000% em poucos anos, e é exatamente isso que acontece em muitos casos, tanto no Brasil quanto globalmente.

Por isso, a sua meta ao investir em startups é receber múltiplos do valor investido no longo prazo.

Se a startup tiver sucesso, a sua meta é conseguir vender sua participação na empresa por “x” vezes o valor que você investiu. Esse “x” pode ser 5, 10, 20, 30 vezes, ou mais.

O ponto é o seguinte:

Se você investiu nessas empresas e possui equity nelas, você acompanha essa valorização.

O valor da sua parte da startup sobe proporcionalmente com o valor da startup investida, e isso pode gerar retornos extremamente interessantes.

Se a empresa em que você investe tiver um bom desempenho ao longo do tempo do seu investimento, o retorno gerado ou por meio de ganhos de capital e/ou pelo pagamento de dividendos pode ser muito maior que um retorno limitado que um investimento de renda fixa oferece.

É por isso que investidores procuram investimentos em startups para incluir em seus portfólios: eles querem acesso a esses retornos potencialmente acima da média – acesso a esse “unlimited upside”.

2. Conhecer os diretores da empresa em que você investe

O sucesso de qualquer investimento de equity em uma empresa é conectado diretamente ao sucesso dessa empresa no mercado.

Ninguém tem mais influência sobre o sucesso da empresa senão os diretores executivos dela.

Quando você investir em uma empresa na Bolsa de Valores, é muito difícil você conhecer os diretores da empresa – de ter contato com eles. São empresas de grande porte, com milhares de funcionários e dezenas de departamentos, espalhado pelo país, senão no mundo.

Porém, uma startup ainda é enxuta. Ela tem todo potencial de se transformar em uma empresa de grande porte em 4-10 anos, por exemplo; mas, no momento que você investe, ela ainda consiste de 3-15 pessoas.

Assim, quando você investir em uma startup, você terá contato direto com os diretores da empresa – com as pessoas que tem a maior influência no sucesso do seu investimento.

Além disso, se você tem uma experiência ou rede relevante ao negócio da startup, você pode contribuir como Smart Money, oferecendo esse conhecimento especializado e contatos valorizados para que a startup consiga alçar voos mais altos.

Esse grau de influência sobre o resultado do seu próprio investimento é somente possível com investimentos em startups.

3. Gerar nova atividade econômica

Talvez você não perceba mas:

Quando você investe em uma startup, você gera nova atividade econômica pelo país.

É verdade.

Quando você investe em uma empresa na Bolsa de Valores, seu dinheiro vai da sua conta para a conta de outro investidor. Ele lhe entrega as ações, mas nenhum atividade nova foi realmente criada na economia.

Investir em startups é diferente.

O dinheiro que você investe em startups não vai ficar parado em um fundo D.I., por exemplo, acumulando juros.

Os empreendedores da startup vão alocar esse dinheiro para crescer a empresa o mais rápido possível. Vão adicionar mais profissionais à empresa, comprar matéria prima para produtos e contratar terceiros. Vão criar empregos que antes não existiam; vão criar atividade econômica que antes não existia.

O valor investido vai ser utilizado para aumentar o valor da empresa – o valor do seu investimento.

Mas é interessante considerar que esse aumento do valor do seu investimento é feito por meio da injeção desse dinheiro diretamente na economia. Isso gera um efeito positivo para a economia como um todo, um outro bônus para quem investe em startups.

Até a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) destacou esse aspecto ao falar sobre a importância da Instrução CVM 588 – a norma específica para o mercado de equity crowdfunding:

“Um mercado bem regulado de crowdfunding de investimento é estratégico para a ampliação e a melhoria da qualidade dos instrumentos de financiamento para empresas em fase inicial de operação…que são vitais para a geração de emprego e renda na economia.”

4. Fazer acontecer as empresas que você quer que existam

Você já olhou para suas opções de produtos e serviços como consumidor e ficou insatisfeito com todas?

Ou talvez você tenha visitado outro país, descobriu um produto incrível ou empresa com serviço fenomenal e se perguntou, “Poxa, por que isso não existe no Brasil?”

Sabia que você pode fazer algo sobre isso?

Esses produtos e serviços existem lá fora por causa das empresas atrás deles que os fornecem. Muitas dessas empresas existem justamente porque conseguiram captar o investimento necessário para crescer e se estabelecer.

Aqui no Brasil, muitas das empresas que ofereceriam variedade em produtos e serviços para nós consumidores não conseguem alcançar um tamanho suficiente por causa de falta de acesso a capital no país.

Por incrível que pareça:

Você pode mudar quais os produtos e serviços disponíveis no país ao investir em startups.

Quando uma startup faz um produto ou serviço que você acha que deveria existir, você não tem que ficar do lado “na torcida”. Investir em startups é uma maneira de fazer acontecer empresas que você quer que existam.

E por plataformas de investimento como a EqSeed, você pode investir facilmente 100% online com toda segurança em ótimas startups. Muitas vezes, esse investimento é o único ingrediente que faltava para a empresa decolar e atingir o próximo patamar de crescimento, estabelecendo e solidificando ainda mais sua presença na economia.

Esse poder de influenciar quais produtos e serviços são disponíveis no mercado tem grande apelo para os investidores em startups.

Por que investir em startups: retornos acima da média e muito mais

Investimentos em startups são, antes de mais nada, ferramentas fortes utilizados por investidores para tentar alcançar retornos acima da média com seu portfólio de investimentos.

Porém, existem outras motivações que vão além do financeiro, que atraem investidores a esses investimentos.

Investidores em startups querem gerar retornos, mas também querem sentir uma proximidade maior às empresas de seu portfólio.

Eles querem influenciar quais os produtos e serviços que estão disponíveis na economia.

E o fato que seu investimento faz bem para a economia como um todo, gerando novos empregos, é, sem dúvida, muito bem vindo.

Quer saber mais sobre investimentos em startups por meio de equity crowdfunding? Visite o blog da EqSeed.

Para acessar oportunidades de investimento nas melhores startups pre-filtradas, visite a plataforma EqSeed.

Leia o post anterior:
retornos dos investimentos
3 formas de retorno ao investir em uma startup

Tempo de leitura: 3 minutosQuais são as 3 formas de retorno ao investir em uma startup? Os investimentos em startups...

Fechar