O investidor anjo é uma figura importante no universo dos investimentos em startups. Entenda melhor quem é o investidor anjo, como ele surgiu e qual o seu papel na história de uma startup.

Investidores anjo são pessoas físicas que realizam investimentos em empresas nascentes com alto potencial de crescimento. Isto é, apostam o próprio capital em empreendedores e startups promissoras.

Como surgiram os investidores anjo


‘Investidor anjo’, do inglês ‘angel investor’, é um termo derivado de ‘theatre angels’. A expressão, que nasceu nos Estados Unidos, designava os patronos das produções teatrais da Broadway do início do século 20. Com os investimentos em capital inicial, as peças poderiam sair do papel e adentrar os palcos. Em troca, os investidores recebiam uma parte dos ganhos com a produção.

Com o tempo, o termo evoluiu e no final da década de 1970 começou a ser aplicado para nomear os investimentos de estágio inicial em empresas de variados setores. Diferentemente do que acontece nos fundos, os anjos estão, na maior parte das vezes, investindo seu próprio dinheiro na empresa e podem oferecer, além do capital financeiro, capital intelectual e mentoria.

O capital investido em uma empresa de estágio inicial é, em grande parte das vezes, designado para financiar os custos de abertura [da empresa], desenvolver o site e o Produto Viável Mínimo (MVP). Investidores anjo reconhecem que existem boas ideias e ótimos empreendedores à espera de capital inicial para dar início a uma história de sucesso, e sabem como fazer parte dessa trajetória de êxito.

O papel do investimento anjo

Em relação ao curso de crescimento de uma startup, dentro de sua cadeia de acesso ao capital, investimentos anjo são, geralmente, realizados em rodadas pré-seed. Isto é, antes das rodadas do tipo seed.

Muitas vezes, quem faz o papel de anjo são os familiares e amigos dos empreendedores. É coerente e lógico procurar os primeiros investidores do seu negócio na sua própria rede de contatos. Além disso, se tratando de um empreendimento que está nascendo, as chances de insucesso são grandes. Por isso, é mais fácil conseguir investimento de pessoas que te conhecem e confiam em você.

A obediência às etapas de investimento é essencial para que todas as expectativas referentes ao negócio sejam atendidas nos momentos corretos. O investimento anjo, por exemplo, viabiliza o capital necessário para uma startup começar a operar, mas este é apenas o início de uma jornada até o exit.

O investimento anjo nos Estados Unidos

O investimento anjo é um forte traço da cultura de investimento dos Estados Unidos. Para os estadunidenses fundadores de empreitadas bem-sucedidas, por exemplo, é um caminho natural passar a investir em pequenas empresas inovadoras.

A crença dos americanos em investimento em startups pode estar ligada ao fato de eles terem assistido de perto o crescimento de impérios como Google, Facebook e Amazon. Essas empresas, hoje listadas na bolsa de valores americana entre as mais valiosas do mundo, começaram por meio do aporte de investidores anjo.

No fim da década de 70, um gerente aposentado da Intel chamado Mike Markkula conheceu dois jovens com um projeto interessante em uma garagem de Los Altos, na Califórnia. Eles se chamavam Steve e faziam computadores.

Markkula conta que naquela época, se perguntássemos a 100 pessoas na rua se elas gostariam de ter um computador pessoal, todas responderiam: “O que é isso?”. Mas Markkula já tinha experiência com investimentos anjo e decidiu fazer um aporte. Sob seu financiamento de US$ 250 mil, a Apple deixou de ser uma comunidade social para se tornar uma empresa. Hoje, a segunda mais valiosa empresa do mundo em valor de mercado.

Diferentemente de Mike Markkula, Reid Hoffman não teve a sorte e a oportunidade de investir na Apple em sua fase inicial.

Hoffman é um empresário americano, empreendedor serial e investidor de impacto e risco, conhecido por ser co-fundador do Linkedin e ex vice-presidente da PayPal. Ele é mais um dos empreendedores seriais americanos que agora concentram grande parte do seu tempo em investir em startups, pois sabe que é uma forma de multiplicar o seu patrimônio, afinal, ele vivenciou isso.

A taxa de saída das startups e empresas investidas por Hoffman é de 50% e, seu apelido no Vale do Silício, ‘startup whisperer’.  Todavia, com relação à sua tese de investimento, Reid não faz muito segredo. Com mais de um bilhão de dólares em investimentos anjo, ele revela: “Invisto em empresários de classe mundial, que tenham novas categorias de ideias e apresentem possibilidades de larga escala”.

O investimento anjo no Brasil

No Brasil a realidade ainda é bem diferente. A cultura de investir em startups está se infundindo aos poucos, mas o mercado ainda é pequeno. Muito por conta disso, existe grande desconhecimento por parte de investidores e empreendedores sobre os termos e o funcionamento de um investimento desse tipo.

Essa insipiência muitas vezes abre margem para práticas controversas por parte dos investidores, que podem trazer prejuízos ao negócio e até ao próprio investimento.

É o caso de investidores anjo que exigem fatias enormes das empresas em que investem, por exemplo. Startups precisam dispor de equity para oferecer nas rodadas de investimento subsequentes. Uma empresa que já comprometeu muito capital nas primeiras rodadas fica desinteressante para fundos de investimento mais na frente.

É uma regra básica: se quem fundou o negócio possui pouco capital, qual o seu grande incentivo para continuar lutando pelo sucesso da empresa? O investidor que exige uma fatia muito maior do que 25% não tem os interesses da empresa em mente ou não entende o processo de desenvolvimento de uma startup de sucesso. Em qualquer caso, não deve ser considerado um investidor anjo.

Oferecer serviços ou contatos em troca de participação societária ou justificar uma avaliação menor com base no seu nome são outros exemplos de práticas que, não somente lesam a empresa, mas também o próprio investimento.

A grande benesse de um investimento anjo é ter o direito de colher os frutos do sucesso junto à empresa. Abdicar, portanto, de determinadas conveniências imediatas é muito pertinente para o investidor em vista de interesses mais relevantes a longo prazo.

Investimento anjo via equity crowdfunding

 

O cenário que descrevemos no último parágrafo está mudando – e muito rapidamente – com a entrada das plataformas de equity crowdfunding no Brasil.

Além do desconhecimento frente essa modalidade de investimento, existem algumas outras razões que justificam a musculatura ainda pouco desenvolvida do investimento anjo no Brasil.

Sobre a cabeça de alguns investidores paira uma névoa em relação aos aspectos jurídicos e os desafios de apontar as empresas promissoras. Nesse sentido, o equity crowdfunding tem atuado como uma das principais forças no amadurecimento do investimento anjo no Brasil, apresentando soluções para as inseguranças dos investidores.

Por exemplo, uma plataforma de equity crowdfunding cumpre com o papel de equacionar os interesses de empreendedores e investidores. Nesse sentido, quando é chegada a hora de calcular o valuation de uma empresa ou startup, a equipe da EqSeed busca um número saudável e realístico.

Para isso é feita uma análise minuciosa frente ao que é apresentado pela empresa, para de fato entender se o que está sendo pedido se adequa à realidade. Os parâmetros para um balanço como esse são muitos e incluem comparações com outras empresas do mercado.

Diferentemente dos outros modelos de crowdfunding coletivo, baseado em doações ou premiações pelo apoio a projetos específicos, o equity crowdfunding é uma oferta pública de valores mobiliários e conta com a regulamentação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Podemos compará-lo [o equity crowdfunding] a um “mini IPO” de empresas privadas em estágios iniciais.

O equity crowdfunding sofistica o ecossistema do investimento anjo no Brasil ao mesmo tempo que o simplifica. Por meio das plataformas regulamentadas o investidor tem acesso às melhores oportunidades de investimento no mercado e realiza o aporte de modo inteiramente online.

Por que investir via equity crowdfunding

Para o investidor, o investimento anjo via equity crowdfunding reúne vantagens importantes.

Nessa modalidade, as plataformas fazem uma seleção das melhores startups no mercado sob critérios rigorosos. Apenas as melhores oportunidades são apresentadas aos investidores que, a partir dessa seleção, podem fazer suas escolhas, com base nos setores que possuem mais familiaridade ou consideram mais interessantes, por exemplo.

As ofertas são apresentadas de maneira transparente e padronizada, facilitando a análise e comparação do investidor. Toda oportunidade de investimento é anunciada junto a uma apresentação da empresa, elaborada pela equipe de analistas da plataforma. O processo de investimento é 100% online e todos investem com os mesmos termos que visam a proteção dos investidores.

O investidor cadastrado tem acesso a todo esse conteúdo por meio da plataforma, de maneira gratuita.

Uma legião de anjos

O equity crowdfunding viabiliza o co-investimento em torno de um objetivo: o sucesso da empresa. Assim, torna possível que um conjunto de investidores interessados, conectados pela plataforma, invistam juntos em uma mesma rodada.

Tudo é feito de maneira transparente. Assim, os termos de investimento não somente são padrões para todos os investidores – independentemente do valor aportado –, como também são publicados online – já que a oportunidade de investimento se trata de uma oferta pública de valores mobiliários de uma plataforma regularizada pela CVM.

O investidor EqSeed sabe que receberá durante todo o ano as melhores oportunidades de investimento em startups, filtradas e selecionadas pela equipe de analistas da plataforma.

Assim, resta mais tempo para laser e seu trabalho, ou a sua principal ocupação. Todo o trabalho laborioso de busca e análise da empresa e a estruturação do investimento é feito pela EqSeed. Deste modo, o investidor recebe “de bandeja” as melhores startups e empresas em expansão para realizar o investimento anjo.

Através da EqSeed, uma legião de anjos faz investimentos em startups de maneira prática, online e segura.

Quer saber mais sobre equity crowdfunding? Visite o blog da EqSeed.

Para acessar investimentos nas melhores startups, visite a plataforma EqSeed e cadastre-se para ser avisado sobre novas oportunidades de investimento.

Leia o post anterior:
Paulo Moreno - Investidor
Investidor de Startups da EqSeed: Paulo Moreno

Entrevista com investidor de startups: Conheça Paulo Moreno, empresário, investidor e engenheiro de software que hoje constrói seu portfólio de...

Fechar